Cirurgia Plástica

A cirurgia plástica reparadora tem como objetivo corrigir lesões deformantes, defeitos congênitos ou adquiridos, e é considerada tão necessária quanto qualquer outra intervenção cirúrgica. São procedimentos em que a cirurgia plástica procura aprimorar ou recuperar as funções, e ainda restabelecer a forma mais próxima possível do normal.

Na Cirurgia Plástica Reparadora, são comumente empregados:

  • Enxertos de pele: porções de pele saudável retiradas de uma parte do corpo (área doadora) para cobrir uma área danificada, no intuito de recuperar sua aparência ou função.
  • Retalhos: porções de tecido vivo com irrigação sanguínea própria retiradas de uma área doadora e transplantadas para a região a ser reparada.
  • Expansores de tecido: material sintético usado para promover a expansão da pele vizinha ao defeito com o objetivo de facilitar a sua reparação. É sempre necessário mais de um procedimento cirúrgico nessa modalidade de reconstrução.

Reconstrução Mamária

Nenhum tratamento combina tão bem os aspectos reparador e estético da Cirurgia Plástica como a reconstrução mamária. A integração entre a equipe de cirurgia oncológica e a […]

leia mais

Tumores Cutâneos

A pele abriga mais de 50% dos tumores malignos do corpo humano. Geralmente, eles estão relacionados à exposição aos raios ultravioleta. Dentre os tumores cutâneos, os mais […]

leia mais